Simular consórcio: O que é consórcio e 3 formas de simular

Simular consórcio é uma forma eficaz de conseguir comparar opções de carta de crédito com o objetivo de juntar dinheiro e ser contemplado com o valor total da sua carta.

O consórcio, nada mais é do que um grupo de pessoas interessadas em adquirir um bem. Para isso, eles adquirem uma carta de crédito num determinado valor e pagam por mês, sem acréscimo de juros. Esse grupo, obviamente, possui uma empresa de consórcio por trás, para realizar a administração e dar as coordenadas.

Todo mês é realizado um sorteio e você pode ser contemplado e receber a carta de crédito antes do prazo.

Além dos sorteios, algumas cartas de crédito permitem que as pessoas façam lances, antecipando um número de prestações. Quem der o maior lance, leva a carta de crédito. Mais ou menos como um leilão.

Mas por que é importante Simular Consórcio?

A grande vantagem em simular consórcio está na avaliação das cartas de crédito e no valor das taxas administrativas. Como o consórcio não tem juros, o valor das cartas será igual. O que diferencia é justamente o valor das taxas administrativas.

Ou seja, se você está em busca de uma carta de crédito de R$50,00, precisa avaliar quais são as opções de parcelamento para pagar e qual o valor da taxa administrativa. É justamente por isso que é tão importante simular consórcio, para encontrar a menor taxa administrativa.

Fique esperto, pois em dados momentos do ano, algumas instituições costumam lançar o que chamam de Tabela de Ouro, ou Carta de Ouro. Para simular consórcio e encontrar a opção mais vantajosa, questione sobre isso. Pois são nesses momentos que as taxas administrativas possuem seu valor reduzido.

Simular consórcio é uma ótima opção em relação ao financiamento, justamente por não conter taxas de juros. E se antes de terminar de pagar a carta você conseguir dar um bom lance, é contemplado com o valor total e pode utilizar o dinheiro para o propósito solicitado.

 

Plano de saúde individual: O que é plano de saúde individual

Cada vez mais tem se tornado necessário contratar um plano de saúde individual. Isso porque o serviço público de saúde não tem dado conta do recado para atender toda a população e é preciso passar muito tempo na fila de espera do hospital para conseguir ser atendido.

Por isso, o ideal é ir em busca de uma assistência médica que caiba no seu bolso e possa proporcionar todos os serviços que você precisa, com muito cuidado, atenção e profissionalismo.

Para saber mais informações sobre a importância e as vantagens de contratar um plano de saúde individual, continue acompanhando o nosso post de hoje.

Afinal, por que ter um plano de saúde individual?

Ter um plano de saúde individual é essencial para conseguir manter uma vida saudável, acompanhamento com médicos e profissionais especializados em clínicas que possuem tecnologia de ponta.

Por isso é tão importante contratar um bom plano de saúde individual. Portanto, antes de fazer qualquer negócio, faça uma ampla pesquisa e contrate a assistência médica que possui o melhor custo-benefício.

Assim é possível ter um plano de saúde que oferece todos os serviços que você precisa com um valor que cabe no seu bolso.

Vantagens de adquirir um plano de saúde individual

Com um plano de saúde individual, o usuário pode ter uma assistência médica formulada de acordo com as suas necessidades pessoais, e por isso muitas pessoas preferem esse tipo de seguro-saúde. Além dessas vantagens, o plano de saúde proporciona outros benefícios como:

  • Maior segurança e comodidade;
  • Ótimo atendimento, com profissionais qualificados e boa infraestrutura;
  • Excelente custo-benefício.

Então, ficou interessado em adquirir um plano de saúde individual? Vá em busca de uma assistência agora mesmo e cuide ainda mais da sua saúde! Assim é possível ter uma melhor qualidade de vida.

Graduação Online: Como fazer graduação online?

Você tem interesse em fazer um curso de graduação online, mas ainda possui muitas dúvidas? Isso é bastante comum já que a modalidade EAD é um método de ensino relativamente novo que gera muitas perguntas para os estudantes.

Isso porque os estudantes ficam em dúvida se o certificado de graduação online tem uma boa aceitação por parte do mercado de trabalho e se todas as faculdades de ensino à distância são reconhecidas pelo MEC.

Por conta dessa grande quantidade de dúvidas, decidimos escrever a matéria de hoje sobre graduação online e responder as suas perguntas sobre essa modalidade de ensino. Então, confira e saiba mais!

Afinal, como fazer graduação online?

Para fazer a graduação online, o aluno precisa ser aprovado no vestibular da faculdade e se matricular. Após realizar essas tarefas, o estudante já pode ter acesso à plataforma de aprendizagem, assistir às aulas e fazer as provas.

É válido salientar que a maioria das faculdades à distância possuem validação do MEC – o ideal é pesquisar se a sua é reconhecida por esse órgão de educação – e que as mesmas são bem aceitas no mercado de trabalho. Portanto, o curso EAD é uma ótima opção.

Vantagens de fazer graduação online

A graduação online gera diversas vantagens para o estudante, como:

  • Flexibilidade de horário – o estudante pode assistir às aulas no horário que quiser e onde preferir;
  • Baixo custo – o custo das graduações à distância é muito menor quando comparado aos valores dos cursos convencionais;
  • Desenvolve maior responsabilidade e disciplina – os estudantes que fazem curso EAD precisam ter essas habilidades para conseguir se dar bem na faculdade.

Além de todas essas vantagens citadas, na graduação à distância, o estudante consegue aprender a gerir melhor o seu tempo, e ainda por cima adquire mais conhecimento em relação aos meios digitais já que ele passará a maior parte do seu tempo estudando através de uma plataforma na internet.

Então, está esperando o que para se matricular no curso online? Após se formar, é possível conseguir ter uma carreira profissional de sucesso com muito mais facilidade! Portanto, se inscreva e garanta a sua vaga!

Simulação consórcio: 3 Formas de simular consórcio

Você sabia que é possível realizar uma simulação consórcio antes de solicitar crédito para a compra de um produto ou serviço?

Este benefício é oferecido por diferentes tipos de empresas em suas unidades ou pela internet.

Por meio de uma simulação consórcio, você saberá se o orçamento das pessoas que estão no consórcio dará para pagar as prestações da compra desejada. Ou seja, os sócios não terão nenhuma surpresa desagradável depois de fechar o negócio.

É realizada uma análise do perfil financeiro do contratante para a identificação das melhores ofertas e possibilidades para a concretização da compra.

Neste texto você conhecerá três maneiras práticas para simulação consórcio.

Vamos lá para as opções que existem no mercado

Empresas administradoras – Existem empresas que têm autorização para atuar no ramo de consórcio. Uma dica é acessar o site do Banco Central do Brasil que tem uma lista de empresas registradas e confiáveis. O BCB é responsável por fiscalizar o sistema de consórcio no Brasil. Além de oferecer planos de aquisição de bens e serviços diversos, estas empresas realizam simulação consórcio nas suas unidades físicas e por meio de plataformas na internet.

Bancos – Os bancos disponibilizam a simulação de consórcio para imóveis, veículos e produtos. Este benefício pode ser feito por correntistas ou não. A ação também pode ser feita presencialmente ou online. Sua atuação é semelhante às empresas administradoras. Vale a pena conferir os planos das grandes agências bancárias que atuam no país.

Concessionárias – As principais empresas especializadas em automóveis disponibilizam a modalidade de consórcio. A simulação pode ser feita em uma loja física ou pela internet. Geralmente, isto é feito de maneira muito simples. O cliente escolhe um modelo (carro ou moto) e a empresa simula como seria o número e o valor das parcelas do consórcio.

Anotou as dicas para realizar uma simulação consórcio? Agora é só colocar em prática para a realização dos seus sonhos de consumo.

Comida para eventos: saiba como escolher o cardápio ideal para cada tipo de evento

pessoas sentadas em um evento

Sabemos que há vários tipos de comida para eventos que devem ser servidos de acordo com a ocasião. No entanto, muitos têm dúvidas sobre qual o tipo de cardápio adequado poderá ser utilizado para determinado evento.

Sendo assim, é importante analisar algumas questões antes de escolher o cardápio que será servido, por exemplo, se o evento será um coquetel, almoço, jantar, se será uma ocasião especial ou não, entre outras questões.

Dito isso, após definir qual o tipo de evento que será realizado, é possível fazer uma análise mais específica do tipo de cardápio que é mais adequado para aquele tipo de evento.

Comida para eventos – Quais são as informações mais importantes para definir o tipo de evento?

Antes de definir o cardápio, é interessante saber como será o evento, assim, apresentaremos algumas questões que precisam ser respondidas, são elas:

  • Finalidade do evento – É importante saber qual a finalidade daquele evento para determinar o que será servido, portanto, é importante saber se é uma reunião, treinamento, aniversário, seminário, premiação etc.
  • Horário do evento – O horário diz muito sobre o que pode ser servido, por exemplo, se é um evento longo, se irá durar a manhã toda ou será apenas um almoço, dependendo do horário, o organizador poderá definir o que servir;
  • O clima da região – É interessante saber sobre o clima para definir se será uma refeição mais leve, para lugares quentes, ou se será uma refeição mais pesada, para lugares mais frios;
  • Média de faixa etária dos convidados – De acordo com o evento é muito importante saber uma média das idades dos convidados, se são mais jovens ou se são pessoas mais maduras.

Percebe-se que são muitas as questões que precisam ser respondidas a fim de saber qual o tipo de cardápio poderá ser servido de forma mais adequada e que possa suprir à necessidade das pessoas convidadas.

Comida para eventos: Cardápio apropriado para cada tipo

Com os questionamentos acima respondidos, podemos identificar o tipo de evento que será realizado, assim, mencionaremos algumas dicas abaixo para definir o cardápio para cada ocasião:

  • Café da manhã – Se o evento for pela manhã, não é muito difícil de escolher o cardápio, aqui o quanto mais sortido melhor, assim, pode caprichar no café, pão, bolos, frutas, sucos, torradas etc.;
  • Brunch – É um tipo de cardápio servido para uma parte da manhã se estendendo até o almoço, na realidade é a substituição dele, por isso, deve ser mais nutritivo, como: torta salgada, sanduíches, saladas, omeletes, etc.;
  • Coffe Break – Geralmente servidos em eventos corporativos nos intervalos do evento, como é uma pausa breve, pode ser servido: café, bolo, suco, salgadinhos etc.;
  • Almoço – É uma opção mais recomendada para eventos de longa duração, geralmente começando cedo e terminado no final da tarde com o intuito de reestabelecer as energias dos participantes;
  • Jantar – Geralmente é interessante para eventos mais sofisticados, mais formais, enfim, é interessante que você defina o cardápio de acordo com a ocasião, se for um evento mais sofisticado, escolha um prato elegante.

mesa montada para o almoço

Independente do tipo de evento que você deseja fazer, as empresas especializadas em buffet podem lhe ajudar com diversas opções de cardápio, como o buffet de comidas de boteco, buffet de festa infantil, buffet de churrasco, entre outros.

Assim, é importante saber como será realizado o evento com bastante antecedência a fim de preparar todos os detalhes para que nada saia fora do planejado, por isso, é sempre necessário realizar uma programação.

Conclui-se que a escolha da comida para eventos vai além de escolher um tipo de prato, pois existe toda uma análise de como se dará cada ponto do evento para que tudo seja um sucesso. Bom evento!

Plano de saúde: Como encontrar o plano de saúde ideal

Provavelmente você já ouviu falar em plano de saúde. Plano de saúde é um serviço prestado por uma empresa de iniciativa privada. Essas empresas oferecem através de uma rede de médicos e hospital credenciados, assistência médica e hospitalar rápida e de qualidade.

Existem diversos tipos de planos de saúde. O plano de saúde individual, aquele onde o titular do plano é o único beneficiário. Tem também o familiar, que é aquele plano que além do titular contempla toda a família. Tem o plano empresarial, onde a empresa contrata o plano e oferece este como benefício a seus funcionários.

Os planos contratados por pessoas física, o individual e o familiar, podem ser moldados conforme as necessidades de quem o contrata. O que torna o plano muito mais flexível e personalizado.

Como saber qual melhor plano pra você? A maneira mais fácil de fazer isso é simular plano de saúde. Aprenda como simular plano de saúde e encontre o plano de saúde ideal para você.

Como simular plano de saúde

Ao contratar um plano de saúde é importante ficar atento a todos os detalhes do plano. Isso porque, por se tratar de um plano tão flexibilizado, todos os serviços inclusos no plano devem ficar claros.

Uma maneira fácil de simular plano de saúde é telefonando para as empresas. Outra maneira, e bem mais usual nos dias de hoje, é através da internet. É bastante comum encontrar no site das empresas que oferecem planos, um campo destinado a simular plano de saúde.

Para simular plano de saúde tanto pela internet como presencialmente, é importante que você tenha em mente o que realmente você precisa do plano. Existem uma variedade de serviços que podem ser incluídos nos planos individuais e familiares.

Pra você, é importante que seu plano cubra internação. Em caso positivo, ambulatório basta, ou você prefere apartamento privativo? Você costuma viajar bastante? Nesses casos é importante que seu plano seja a nível nacional e não apenas regional.

Tenha todas essas informações na hora de simular seu plano de saúde. Não esqueça de ler as letras miúdas do seu contrato, e aproveite seu plano!

37 Instituições financeiras para solicitar empréstimo

Na vida dos brasileiros, os momentos de dificuldade financeira são muito comuns. Há aqueles momentos que as dívidas começam a surgir devido à falta de dinheiro para pagar as contas. São nesses momentos que você precisa de um dinheiro extra, para conseguir quitar as contas e não ficar negativado no mercado.

Então, a ideia do empréstimo é algo que vem na cabeça, e com essa ideia sendo considerada, chega o momento de começar a buscar informações e empresas possíveis para realizar essa contratação. Porém, é nesse momento que diversas dúvidas começam a surgir. São muitas modalidades disponíveis e muitas instituições financeiras no mercado. Por isso, que pensando especialmente em você, separamos algumas dicas de como e onde solicitar um empréstimo.

Quais modalidades existentes de empréstimos?

Hoje em dia, existem diversas modalidades de empréstimos disponíveis no mercado. Existe uma modalidade para cada tipo de necessidade, veja abaixo cada uma delas:

 

  • Empréstimo pessoal;
  • Empréstimo consignado;
  • Crédito salário;
  • Crédito benefício;
  • Cheque especial;
  • Antecipação de créditos;
  • Antecipação do 13º salário;
  • Antecipação de imposto de renda;
  • Empréstimo com garantia de veículo;
  • Empréstimo com garantia de imóvel;
  • Financiamento de veículo.
  • Financiamento imobiliário;
  • Financiamento de material de construção;
  • Financiamento estudantil;
  • Financiamento de viagens

 

37 Instituições Financeiras para solicitar empréstimos

Confira abaixo onde você pode solicitar o seu empréstimo:

  1. Banco do Brasil;
  2. Banco Bradesco;
  3. Banco Santander;
  4. Caixa econômica Federal;
  5. Banco Itaú;
  6. Losango;
  7. Crefisa;
  8. Moneyman;
  9. Lendico;
  10. Just;
  11. Rebel;
  12. Geru;
  13. FinanZero;
  14. Bom Pra Crédito;
  15. Portocred;
  16. Banco PAN;
  17. Crediseara;
  18. Sicoob;
  19. Unicred do Brasil;
  20. Cooperserv;
  21. Morlan;
  22. Cecrem;
  23. Credfaz;
  24. Credi Ceripa
  25. Cresol;
  26. Ascicred Online;
  27. Sul Crediab;
  28. Unicred Niterói;
  29. Coopmetro;
  30. Uni Prime Pioneira PR;
  31. Crehnor;
  32. Cooper Gardenia;
  33. Credimepi
  34. Paraíso Cred;
  35. Cooperativa Cred Nova;
  36. Lagoa Cred;
  37. Credip

 

 

 

Quando custa um seguro automóvel para Kwid?

Se você está fazendo o seu planejamento financeiro do ano, você precisa ter uma noção dos valores das suas contas. Assim, você consegue organizar melhor o seu orçamento. E com o seguro veicular não fica diferente, é um serviço necessário, mas que pode ter o preço muito variado.

Então, se você veio até aqui para procurar o preço do seguro do seu veículo, você veio no lugar certo. Reunimos as cotações de diversas seguradoras espalhadas pelo Brasil, para conseguir fazer uma média realista de quanto você pagará no seguro do seu carro.

Qual é o preço médio do seguro do Kwid?

O seguro veicular do Kwid possui um preço médio de R$ 2.327,00, porém, esse preço pode variar bastante, para mais ou para menos, de acordo com o perfil do motorista e do seu veículo.

A variação do preço do seguro pode ir de acordo com o perfil do contratante, do modelo e do ano do veículo. Por isso, separamos para você ter uma noção de valores, a média de preços do seguro automóvel Kwid em algumas cidades do país. Confira abaixo:

Preço médio do seguro Kwid no Rio de Janeiro

O preço médio do seguro Renault KWID Intense 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Cachoreiras de Macacu-RJ é de R$ 1.100,00.

Preço médio do seguro Kwid em São Paulo

O preço médio do seguro Renault KWID Intense 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Indaiatuba-SP, é de R$ 1.272,12.

Preço médio do seguro Kwid em Brasília

O preço médio do seguro Renault KWID Intense 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Brasília, é de R$ 3.300,00.

Preço médio do seguro Kwid no Ceará

O preço médio do seguro Renault KWID Zen 1.0 Flex 12V 5p Mec. 2018, na cidade de Fortaleza-CE, é de R$ 2.900,00.

 

Empréstimos simulação: Como fazer simulação de empréstimos?

Atualmente existem dezenas de instituições financeiras, bancos, cooperativa e diversas outras que oferecem crédito para quem precisa de empréstimo pessoal. Veja nesse artigo como realizar a simulação de empréstimos e avaliar as opções disponíveis.

Simulação de empréstimos online

Com o advento da internet facilitando diversas tarefas quotidianas, já é possível realizar simulação de empréstimo 100 % online, e até obter o empréstimo sem sair de casa. Diversas instituições já oferecem esse serviço em seu website. Basta acessar o site, informar seus dados pessoais o valor e o prazo que deseja quitar. Algumas instituições solicitam que seja informado o prazo de pagamento da primeira parcela.

Muitos dos grandes bancos já oferecem o serviço de simulação de empréstimos pelo portal ou aplicativo. A simulação é um processo simples e rápido quando realizado online para valores de R$ 80,00 a R$ 50.000,00.

Simulação de empréstimos presencial

É possível realizar a simulação a moda antiga e se dirigir a uma agência destas instituições. Uma opção é ir até a agência em que você possui conta, e solicitar a simulação de empréstimos diretamente com o seu gerente. Uma vantagem é que desta forma é possível negociar, e talvez, obter condições especiais no empréstimo.

Como avaliar a simulação de empréstimos

Não é só a taxa de juros que é cobrada quando é realizado um empréstimo. Outras tarifas como IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e taxas de cadastro também estão incluídas nos custos da operação.

A melhor forma de equalizar as opções é comparando o CET (Custo Efetivo Total) apresentada em forma de uma taxa em percentual ao mês ou ao ano, normalmente este valor é destacado ao final da simulação de empréstimos. Fique atento a esse valor, quanto maior for o CET mais caro você irá pagar no empréstimo.

Cartão de crédito: 3 Formas de pedir cartão de crédito com baixas taxas

Assim como quase tudo que conhecemos, as maneiras de nos relacionarmos com o dinheiro também têm evoluído rapidamente nos últimos anos, inclusive as formas de pagamento.

Anteriormente só existia a possibilidade de pagamentos através do dinheiro em espécie. Algum tempo depois surgiram os cheques, que possibilitavam compras parceladas e a prazo com um pouco mais de garantia para o credor. O número de inadimplência, porém continuou sendo grande.

Para melhorar esse cenário surgiu o cartão de crédito, que possibilita as mesmas vantagens dos cheques, com a melhoria de não existir o risco de inadimplência para quem concede o crédito.

3 Formas de pedir cartão de crédito com baixas taxas

Apesar de todas as vantagens, a aquisição de um cartão de crédito é considerada por algumas pessoas como uma grande barreira. Isso ocorre, muitas vezes, devido às taxas, anuidades e altos juros que são cobrados por alguns cartões.

Alguns cuidados podem e devem ser tomados para quebrar essa barreira:

1.      Compare as taxas, anuidades e juros de diversas instituições:

Essa comparação, anteriormente, teria que ser feita individualmente e através de ligação ou presença do cliente na sede do banco. Esse serviço agora pode ser realizado total mente de forma online, e numa única página se ter as informações de diversos cartões.

Compare as informações disponíveis e escolha o cartão com custo-benefício mais atrativo e que atenda melhor às suas necessidades. Se possível opte por cartões que não conte com anuidades.

2.      Converse com amigos que já usam o cartão desejado:

A opinião de uma pessoa que já conhece o serviço de determinado banco pode revelar vantagens e desvantagens daquele modelo em relação aos demais, facilitando a escolha. Zele por suas fontes e filtre as informações.

3.      Opte, sempre que possível, por bancos que já conheça:

Além de já ter ciência da qualidade do atendimento, conhecer e ter uma relação mais íntima com um banco, pode representar taxas menores, serviços diferenciados e maior margem para negociação, no momento da aquisição de um cartão.

Usar pequenos artifícios, como esses, pode transformar uma antiga barreira numa passagem para uma vida financeira mais estável e bem cuidada.