Câmbio: vai viajar? Veja como medir a taxa de câmbio

Para quem está planejando uma viagem ao exterior a taxa de câmbio vive rondando seus dias e seus planos, por isso é importante estar atenta a ela para poder programar sua viagem com maior tranquilidade.

Taxa de câmbio é o termo utilizado para se referir ao valor de compra de uma moeda estrangeira em relação a nacional. Quando pesquisamos sobre taxa de câmbio normalmente nos deparamos com dois valores a taxa de câmbio de turismo, e a taxa de câmbio comercial. O comercial é referente ao valor adotado para importações/exportações e o turismo para compra da moeda em espécie tendo essa um valor um pouco mais alto que o da taxa de câmbio comercial.

Para quem precisa adquirir uma moeda estrangeira a principal dica planeje-se com tempo, não deixe realizar as trocas cambiais em cima da hora, pois você pode encontrar uma taxa de câmbio não muito vantajosa e não ter a opção de aguardar por uma melhora da taxa no mercado.

Antes de fazer a troca pesquise em diferentes casas de câmbio os valores das taxas cobradas, pois você pode encontrar algumas diferenças entre uma e outra. Além disso fique atento e comece a acompanhar com um pouco de antecedência as cotações da moeda para taxa de câmbio de turismo, no caso do dólar por exemplo esse valor é sempre divulgado nos noticiários e pode ser facilmente encontrado na internet.

Diversas casas de câmbio possuem em seus sites disponível a cotação para venda de moedas, facilitando sua pesquisa pelas taxas de câmbio, possibilitando que você faça um levantamento de diversos locais sem sair de casa e encontre a que ofereça a melhor taxa de câmbio na moeda que você procura.

A taxa de câmbio pode ser mais alta também para moedas que circulam menos no mercado e são mais exóticas, nesse caso a forma mais vantajosa é trocar seu dinheiro em dólar antes de viajar e trocar o dólar na moeda nacional quando chegar em seu destino.

Aluguel de impressora também serve para uso doméstico

A atividade é muito mais econômica do que a aquisição da máquina

O aluguel de impressoras é um serviço que chama bastante atenção, já que trabalha com uma premissa simples. Embora o maior público seja de empresas que atendem a diversos setores, o uso doméstico também é uma possibilidade apresentada pelo serviço. Como o contrato é por quantidade, as pessoas que tem interesse para utilizar o serviço em suas residências conseguem contratar um número que utilizem mensalmente de impressão, tendo economia e bastante conforto.

As cópias têm um custo fixo, sem adicional de manutenção ou reposição de peças, caso a máquina apresente alguma avaria. Você só paga a mais se utilizar uma quantidade maior do que foi contratado por mês, com um valor pré-fixado em contrato. Para as empresas, isso é uma grande vantagem, pois elas ficam despreocupadas quanto a gastos com reposição de suprimentos, não precisam parar o serviço caso o equipamento apresente alguma falha, entre outros pontos positivos.

Esse serviço vem sendo adotado por diversas empresas há algum tempo e, aos poucos, também se expande para o uso doméstico. Embora seja um aparelho essencial, uma boa impressora não é tão acessível, por isso muitas pessoas deixam de tê-la em casa. Além do valor da compra, você ainda arca com os suprimentos e custos com manutenção.

Por que você precisa do serviço

Muitas vezes gastamos dinheiro sem necessidade com impressora, uma vez que qualquer problema na configuração entre ela e o computador, seu funcionamento é cortado. Se você trabalha com isso e depende do equipamento, sabe o quanto é ruim esperar até o que técnico apareça na sua empresa para verificar a configuração. O aluguel de impressora nesse cenário, apresenta uma proposta tentadora.

Quando colocamos isso para o lado residencial, o problema parece ser bem menor, uma vez que o uso doméstico do equipamento não é tão essencial quanto para as empresas, mas pode causar dor de cabeça do mesmo jeito. Pense na seguinte situação: você tem um trabalho para entregar na faculdade, mas a impressora deu pau bem no dia da entrega. A solução, neste caso, é recorrer a alguém que imprima e lógico, você vai precisar desembolsar algum valor.

Acontece que esses serviços de impressão, principalmente nas universidades, são caros, principalmente se houver páginas coloridas. Se for um trabalho muito extenso, você vai gastar um valor relativamente alto na impressão, tanto que dá até para comprar um pacote de sulfite se avaliar bem.

De início você pode pensar que um aluguel de impressora não é tão importante, mas é só pensar nesse dinheiro gasto à toa e, nos custos com manutenção e reposição de suprimentos.

Como funciona o aluguel

Ao locar uma impressora você estabelece um contrato com a empresa, que irá te oferecer uma quantidade máxima de impressões por mês. No geral, as empresas descartam custos com manutenção e reposição dos contratos, além de oferecerem uma máquina sempre que a alugada apresentar falhas.

O serviço ainda oferece alguns pontos como impressora para backup, software para gerenciamento do uso, entre outras opções.

4 Dicas para abrir uma conta corrente online

Você deseja abrir conta corrente de forma online mas não sabe como?

Nesse artigo daremos várias dicas de como abrir uma conta corrente assim.

A primeira coisa que você precisa pensar na hora de abrir uma conta corrente online é escolher se você quer um banco físico ou digital.

Sim, atualmente você pode escolher entre um banco físico ‘tradicional’ ou ter uma conta corrente totalmente digital.

Ou seja, além de você abrir sua conta corrente de forma online, tudo é feito ou por aplicativo ou no site do banco uma vez que ele não tem uma ‘loja física’.

Seja qual for a sua escolha (banco físico ou digital) você precisa tomar alguns cuidados.

Esses cuidados nós apresentamos aqui no formato de dicas. Confira:

  1. Conferir as taxas cobradas pelo banco: Alguns bancos (principalmente os digitais) não cobram nenhuma taxa de manutenção mensal ou anual;
  2. Conferir os juros cobrados pelo banco: Se você deseja no futuro adquirir um financiamento ou empréstimo do banco, vale a pena já conferir desde agora quais bancos oferecem os melhores juros;
  3. Comodidade: De preferência por bancos que disponibilizam App para acessar a sua conta corrente, fazer pagamentos, transferência e etc;
  4. Conta Digital: Verifique se além de poder abrir a sua conta corrente de forma online se você também poderá resolver os seus ‘problemas’ diretamente na sua conta digital, sem precisar ir até o ‘banco físico’. Isso é importante em caso de greves.

Atualmente existem vários bancos online que disponibilizam, entre outras coisas, cartão de crédito.

Porém você precisa ter cuidado na hora de escolher um desses bancos online.

Alguns deles se ‘fantasiam’ de banco, mas não oferecem todas as opções de um banco tradicional.

Por exemplo, alguns desses bancos online não oferecem a possibilidade de empréstimo ou mesmo de comprar parcelado no seu cartão de crédito.

 

Gostou das nossas dicas sobre abrir conta corrente online? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Vamos falar sobre crime contra a ordem tributária

Não muito distante, foi noticiado e divulgado que a Receita Estadual do Rio Grande do Sul desencadeou uma operação em várias cidades do estado gaúcho, contra a sonegação do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias), numa operação definida como “Concorrência Legal”. Afinal a sonegação fiscal é um crime.

Nosso objetivo nesse artigo é entender como funciona todo esse difícil caminho, desde a criação do fato gerador do tributo até uma eventual ação penal pela existência de um crime tributário. Para isso vamos entender nesse guia criado justamente sobre a legislação.

Os chamados crimes contra a ordem tributária estão previstos na Lei 8.137/90 e tratam dentre vários assuntos:

  • Supressão ou redução de impostos por meio de omissão, fraude, falsificação, não fornecimento de documentos obrigatórios, bem como apresentação de declarações falsas, não recolhimento de tributo ou contribuição social descontado, assim como demais situações.

Entre os vários tipos possíveis de crimes contra a ordem tributária, existe o ato de descontar contribuições previdenciárias dos funcionários e não fazer o devido recolhimento aos cofres públicos, o de não emitir as notas fiscais correspondentes as operações de compra e venda ou ainda emitir com valores (ou créditos) falsos e fraudar e destruir livros e outros documentos fiscais.

A responsabilidade na apuração do crime e na formalização do processo depende da natureza do tributo que foi a origem do crime. Por exemplo, caso seja o ICMS que é um imposto de competência estadual, o órgão que deve fiscalizar é a Receita Estadual. Ainda como exemplo, caso seja o Imposto de Renda a fiscalização é obrigação da Receita Federal.

Tudo tem início quando um auditor identifica fatos (ou atos) que demonstrem ser crime contra a ordem tributaria ou contra a Previdência Social. Primeiro deve-se apurar a constituição do crédito tributário, ou seja, o cálculo e posterior lançamento do valor que deixou de ser recolhido.

Depois o auditor vai formalizar uma representação fiscal para fins criminais, tendo toda a investigação que fez com que o auditor ficasse convencido da configuração do crime.

Com isso o contribuinte será avisado (notificado) sobre o lançamento do crédito tributário, para que pague o débito (tendo a opção de parcelamento). Ainda nessa fase é possível uma defesa administrativa.

Com o devido pagamento do débito, se extingue a punibilidade e o inquérito será arquivado. Com o parcelamento essa punibilidade será suspensa até o fim do pagamento. No caso da defesa administrativa também existe uma suspensão até a decisão administrativa final

Caso não exista nenhuma causa que vá suspender ou extinguir a punibilidade, será enviada uma representação ao Ministério Público, iniciando então uma fase judicial contra a ordem tributária, onde o réu terá direito a ampla defesa.

 

Abrir conta corrente: Passo a passo para abrir conta corrente

Abrir conta corrente é uma ótima forma de manter a sua saúde financeira bem. Afinal, você precisa ter um lugar onde deixar seu dinheiro e ao mesmo tempo poder controlar os gastos. Com uma conta corrente, você poderá receber o salário do trabalho, fazer transferências e pagar boletos sem ter que andar com a quantia em espécie.

Para Abrir conta corrente, você precisa primeiro escolher a instituição financeira, ver quais vantagens cada instituição oferece, e acima de tudo, ver as taxas praticadas.

Passo a passo para Abrir conta corrente

Após a escolha da instituição financeira, você está pronto para Abrir conta corrente. Por isso, separamos um passo a passo para você não ter dificuldades nesse importante momento.

Atualmente, muitos bancos permitem Abrir conta corrente de forma exclusivamente online. Outros tem as suas primeiras etapas online, porém, a confirmação da abertura deve ser feita em suas agências físicas.

Abrir Abrir conta corrente online

Para os clientes que estão interessados em abrir conta corrente pela internet, deverão fazer o download do aplicativo da instituição financeira. Todos os bancos do mercado, hoje, possuem aplicativos, tanto para celulares com o sistema operacional android, tanto para ios.

Após o download, basta seguir o passo a passo de preenchimento dos dados, enviar as fotos dos documentos e uma selfie sua, e pronto, você terá concluído a abertura da conta corrente.

Documentos necessários:

Documento de identificação com foto (RG, Carteira de Motorista, Registro Nacional de Estrangeiro, Carteira de trabalho ou outros);

Comprovante de endereço em nome do titular da conta. O cliente pode apresentar conta de água, luz, telefone ou gás com data de até 180 dias.

Em até três dias, você receberá as informações da sua conta corrente via e-mail ou SMS, conforme escolheu no momento de abrir conta corrente.

 

    Máquina de cartão de crédito para pessoa física: É  possível?

Com o crescimento do mundo digital e mais divulgação, a criação de lojinhas e venda de produtos ficou mais fácil. O mundo do marketing se ajustou e as empresas puderam ficar muito mais compactas. Tão compactas até serem feitas de uma pessoa só.

Os MEI (microempreendedores individuais) e suas demandas ganham cada vez mais espaço. Com a necessidade crescente do uso de cartões em compras, essa adaptação também teve que chegar para não perderem espaço. Uma dúvida comum entre os interessados em criar uma empresa e, até mesmo, autônomos pessoa física é a possibilidade de ter maquininha.

A máquina de cartão é uma necessidade crescente, por isso preparamos esse guia.

Quem Pode Ter Máquina de Cartão de Crédito?

Todo mundo pode! As empresas de máquinas se expandiram e o contrato pode ser feito no nome físico. Além disso, atualmente existem vários modelos e o mercado se tornou bem competitivo. O consumidor possui diversas opções, vale a pena pesquisar bem e entender o melhor custo-beneficio.

Qual É a Melhor Máquina de Cartão de Crédito para PF?

Existe bastante opção no mercado. Como as máquinas de marcas maiores, a exemplo da Cielo, marcas de banco, por exemplo. Essas tradicionais possuem um contrato, algumas cobram instalação, exigindo um ponto físico. Geralmente são máquinas que aceitam mais bandeiras e possuem taxas, além do próprio aluguel. Então, o cálculo deve levar em conta tudo isso. O pró de serem conhecidas e com maior cobertura e o contra do aluguel+taxas.

A segunda boa opção são as máquinas de cartão de crédito menores, as maquininhas. Ficaram famosas por carregarem bandeiras conhecidas, dando abertura a outras marcas menores. Essas máquinas são compradas e pertencem ao dono, além disso a cobertura geralmente é conectada a um celular. Compactas são as preferidas de negócios menores ou móveis que precisam de mobilidade. As taxas são relativamente menores, mas as bandeiras aceitas são reduzidas. E aqui a situação se inverte, a falta de contrato e aluguel, com taxas menores são os prós. Em contrapartida as maquininhas possuem uma cobertura mais reduzida e utilizam, geralmente, internet móvel, o que pode ser um problema.

 

A escolha é muito pessoal, existem muitas opções. O principal ponto é pesar como está o seu lucro mensal, a máquina de cartão de crédito é para expandi-lo? Ou já existe uma demanda mensal para essa opção de pagamento? Fazer um estudo de mercado e calcular bem é o ideal. Além do mais vale a pena ser realista, mobilidade e valor mensal devem ser bem projetados.

Como consultar CPF na Serasa online

Se você precisa consultar CPF pela internet, basta seguir alguns passos básicos:

  1. Acesse o site oficial da Serasa para consultar CPF
  2. Digite o número do CPF na tela inicial
  3. clique em “Consultar Agora”
  4. Para o primeiro acesso é necessário realizar um cadastro simples.
  5. Após o cadastro, é necessário realizar a confirmação. Ela pode ser feita no celular através de um SMS ou via e-mail.
  6. Você deve digitar o código recebido e confirma-lo clicando em “Confirmar código”.

Após esse passo, aparecerão para você os dados obtidos através da consulta do CPF. Caso possua pendências, os dados obtidos podem ser utilizados para a regularização.

Como consultar o CPF grátis pelo celular

Além das consultas pelo computados, existem também aplicativos gratuitos para consultar CPF. O aplicativo “Serasa Consumidor” pode ser baixado através do Google Play e App Store.

  1. Entre na loja de aplicativos do seu smartphone
  2. Realize a busca pelo aplicativo “Serasa Consumidor”
  3. Faça o download.
  4. Caso você não possua cadastro, será necessário criar um.
  5. Depois de entrar no sistema, basta seguir com a busca normalmente.

A partir do aplicativo “Serasa Consumidor”, é possível realizar consulta de CPF de forma gratuita. Através dele é possível também acompanhar o Serasa Score. Adicionalmente ele fornece um relatório caso você possua dívidas e pendências. Com isso, é possível identificar quais são as irregularidades com o CPF, utilizando as informações para a regularização do mesmo.

A maior vantagem do sistema é fornecer busca pelas informações do CPF gratuitamente e de maneira extremamente simples. Assim, é possível fazer a consulta à qualquer momento.

Por fim, caso conste alguma pendência que você considere duvidosa, é necessário abrir um boletim de ocorrência. Seguidamente, com o boletim de ocorrência em mãos você deve entrar em contato com a empresa que realizou indevidamente a cobrança e informa-la sobre a possível fraude. Além disso você pode procurar os órgãos de defesa ao consumidor caso a empresa se negue a limpar o nome.

Empréstimo online: Como pedir empréstimo Online

Há alguns anos, para fazer a contratação de um empréstimo pessoal era necessário ter muito tempo disponível e enfrentar muita burocracia e deslocamentos até os bancos. Os procedimentos para contratar os empréstimos só eram realizados nas agências do seu banco e o processo levava dias para ser aprovado. Eram necessários vários deslocamentos, um para solicitar o empréstimo, outro para levar os documentos, aguardar a aprovação e ir novamente ao banco para que seja efetivada a contratação e assinatura do contrato. Era muito tempo gasto com a burocracia.

Com o mundo atual onde nada para, não há mais espaço para tanta ‘perda de tempo’ com todos esses procedimentos e deslocamentos. Então, com a chegada da tecnologia, os bancos e instituições financeiras se adaptaram e criaram o Empréstimo Online, assim, você consegue solicitar um empréstimo de forma fácil e rápida.

Solicite um Empréstimo Online

Para você solicitar um Empréstimo Online é muito simples e rápido. Você precisa, apenas, entrar no site do banco ou instituição financeira escolhida, digitar o valor desejado, seus dados pessoais e profissionais e pedir uma avaliação de crédito. A avaliação é feita de forma muito rápida, após isso, basta você anexar seus documentos e pronto, o empréstimo estará disponível na sua conta.

Cuidados ao solicitar Empréstimo Online

Se você está interessado em contratar um Empréstimo Online, você tem que saber que deve tomar alguns cuidados especiais com a segurança. Separamos algumas dicas para você fazer todos os procedimentos com segurança:

Segurança do site: Verifique sempre a segurança do site antes de inserir suas informações pessoais. Para isso, basta você ver se o site possui os certificados de segurança necessário.

Não pague nada adiantado: Se a empresa solicitar pagamento adiantado para te fornecer o Empréstimo Online, desconfie e fuja. Essa é uma das principais características de que você cairá em um golpe.

 

O que levar em consideração para escolher uma máquina de cartão de crédito

Você sabe o que é preciso fazer para escolher uma boa máquina de cartão de crédito? Muitos empreendedores não sabem como fazer isso já que existem inúmeras empresas atualmente que oferecem maquininhas de cartão.

É necessário avaliar alguns quesitos para escolher a máquina de cartão de crédito ideal. Você deseja saber quais são eles? Pois então continue acompanhando a matéria de hoje, pois listaremos todos para te ajudar.

Máquina de cartão de crédito: taxas

A maioria das máquinas de cartão de crédito possuem taxas agregadas ao seu valor, e por isso antes de fechar negócio com qualquer empresa é necessário que você saiba que são os encargos que envolvem a contratação de uma maquineta. O ideal é sempre escolher as máquinas que possuem pouca ou nenhuma taxa inclusa na contratação.

Máquina de cartão de crédito: suporte

As máquinas de cartão de crédito costumam dar problemas, o que gera contratempos para o empreendedor. Por isso é importante contratar equipamentos de uma empresa que ofereça um excelente suporte para proporcionar auxílio de forma correta.

Assim é possível diminuir as dores de cabeça que envolvem a contratação de um máquina de cartão de crédito. Portanto, antes de contratar faça uma ampla pesquisa e veja quais são as críticas dos consumidores em relação a todas as empresas que oferecem esse tipo de serviço.

Máquina de cartão de crédito: custo-benefício

O ideal é contratar uma máquina de cartão de crédito que oferece um ótimo custo-benefício, ou melhor, a empresa que possui um excelente preço em comparação com o resto do mercado e proporciona assistência técnica e também bons serviços.

Portanto, procure sempre aliar o custo com o benefício para contratar a melhor empresa que oferece serviços de cartão de crédito. Assim é possível fazer um excelente negócio.

Tire suas dúvidas sobre o consórcio de moto

No mercado nacional o número de participantes ativos no segmento de motos cresce a cada ano, assim o consórcio de motos se torna o investimento mais viável. O consórcio de moto foi criado devido a altas taxas de juros e a dificuldade de crédito para financiamento de bem, assim o consórcio de motos surgiu da necessidade do consumidor adquirir um bem de forma mais acessível e de acordo com sua organização financeira, ou seja, no consórcio de moto se paga somente a taxa de administração da administradora e não é cobrado o juros de um financiamento comum.

Um das dúvidas a respeito do consórcio de moto está vinculado ao resgate do prêmio, ou seja, na prática o consumidor recebe uma carta de crédito equivalente ao valor do bem, assim, o valor do contrato serve como referência, assim quando for contemplado o consumidor pode escolher qual moto ele quer adquirir, desde que seja da mesma categoria.

O valor do crédito no consórcio de moto é corrigido e atualizado de acordo com o mercado, cada administradora possui critérios de atualização, dessa forma, é importante que o consumidor faça uma pesquisa antes de assinar o contrato.

O consórcio de moto é um autofinanciamento, assim não tem juros, e a compra do bem ou do serviço é realizada com o dinheiro do próprio grupo, porém é preciso uma administradora de consórcio de motos que tenha autorização do Banco Central para atuar no mercado, assim ela cobrará uma taxa pela prestação de serviços, algumas administradoras de consórcio de moto também podem cobrar um seguro.

Caso não seja sorteado nos primeiros meses o consumidor que faz a opção pelo consórcio de moto poderá fazer lances para resgatar o prêmio, um dos lances é quando você usa um recurso a parte do crédito para dar o lance e o outro é um lance embutido que você usa parte do crédito para dar o lance, assim você receberá o valor na carta contemplada já descontada o valor do lance.